Guia e-commerce: como vender mais pela internet passo a passo

Durante a pandemia, observamos o crescimento do e-commerce no Brasil e no mundo, onde já era uma tendência, mas que com a pandemia, houve um fortalecimento e um aumento de mais de 48% (em bilhões) em uma comparativa de 2019 para 2020.

Fica claro, a partir destes dados, que o mundo pós pandemia, terá diferenças se tratando dos hábitos dos consumidores e é por isso que os empreendedores devem estar atentos e traçar um novo modelo de negócios.  

Com base nestes dados, este artigo vai ajudar você que ainda não tem um negócio na internet ou para você que já tem uma loja virtual, porém, que precisa de ajustes e estratégias. Também daremos dicas para você vender mais na pandemia e pós pandemia, levando em consideração o corte de gastos que a população está fazendo e observando o que pode ser útil para o consumidor neste momento.

Para auxiliar sua leitura, segue abaixo uma lista com os links dos tópicos que serão abordados neste artigo:

Como o seu negócio se encaixa na pandemia e pós pandemia?

 
Guia e-commerce: como vender mais pela internet passo a passo
 

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Serasa Experian em outubro de 2020, a compra de alimentos online foi maior que 71%. Em março, a quantidade de pessoas que faziam compras online (itens domésticos) era de 11%, em julho, passou a ser 31%.

Um dos protagonistas desta “nova” forma de oferta e procura, são as redes sociais, porém, sabemos que não é algo novo e nem foi a pandemia que trouxe este hábito, mas que hoje, as redes sociais influenciam nas decisões de compra de produtos e serviços.

Pensando nestes dados, todo negócio que possa trazer praticidade para o consumidor, são tendências pós pandemia. Uma pesquisa feita pelo Instituto Qualibest em agosto de 2020, mostrou que um dos tópicos mais votado, foi “comida saudável”.

Em seguida, produtos naturais, pensando na sustentabilidade e por último a valorização da marca.

Já uma pesquisa feita pela Inovisa Consulting, constatou que o delivery mais rápido também é uma tendência, já que os consumidores não pretendem mais esperar nas filas dos supermercados.

Saindo um pouco do setor alimentício (que tendem para os saudáveis), outra tendência (no caso abrangendo todos os setores), são os serviços sem contato físico, pagamentos digitais e solidariedade ao comércio local.

Ainda nas tendências de consumo, estão:

  • Serviços de Streaming,
  • SAC online,
  • Autonomia (para pessoas que trabalham home office e fazem as coisas em casa)
  • Conhecimento.

Com base em todas estas pesquisas, dados e resultados, não precisamos nem falar que o e-commerce é essencial para o seu negócio, não é mesmo? Então prepare-se para dicas de como vender mais pela internet.  

Vamos as 11 dicas de como vender mais pelo e-commerce:

  1. Variar o checkout

É importante variar as formas de pagamento, imagina, o cliente está superfeliz com sua loja, com os seus produtos, porém, na hora de pagar, ele encontra algumas limitações, por exemplo, o pagamento só pode ser realizado por cartão, excluindo boleto ou não aceitar múltiplos cartões.

A ideia é que você deixe simples o processo de compra e com várias opções de pagamentos, paypal, boleto, cartões, etc.

  1. Coloque sua loja no Instagram

O Instagram é uma ótima ferramenta para promover a sua marca, é através dele que você vai criar conteúdo, fazer stories, interagir com o público e chamar mais pessoas para conhecer o seu negócio, marca ou serviço.

Um dos pilares do marketing digital é a produção de conteúdo relevante, isso porque existe toda uma trajetória até a pessoa se tornar seu cliente.

O cliente não vai sair comprando logo de cara, até pode acontecer, mas o mais comum é que ela te conheça através dos conteúdos, por isso é importante produzir conteúdo em todas as mídias. Cada conteúdo tem uma linguagem de acordo com a rede social e o que ele será inserido.

  1. Aproveite os clientes repetidos e faça cross selling e up selling

Cross Selling é uma técnica em que você aproveita uma venda levando o seu cliente a comprar outra coisa junto com o primeiro produto.

Você já comprou algum produto e se deparou com uma indicação mais ou menos assim: “aproveite e leve este” ou “as pessoas que compraram este produto, também gostaram este”.

Você comprou um vinho e o site sugeriu taças, abridor, outro vinho da mesma uva etc. Tudo isso é um complemento da compra principal.

Sob o mesmo ponto de vista, o up sell é a ideia de ofertar algo, só que melhor, ou seja, substituindo a compra original por algo mais caro, maior e melhor.

Ex: o cliente procura por uma TV de 24 polegadas e o vendedor oferece uma de 32.

  1. Observe o abandono de carrinho

A estratégia de venda aqui é simples, você entra em contato com o cliente, enviando um e-mail, perguntando o motivo dele não ter concluído a compra. Outra ideia é oferecer uma vantagem, como cupons, fretes gratuitos, brindes, etc.

Entre sempre em contato com pessoas que emitiram boleto e o sistema não compensou. A ideia é mandar uma mensagem pelo WhatsApp ou através do e-mail, perguntando se houve algum problema com o pagamento e que falta apenas este passo para a pessoa ter o seu produto incrível.

  1. Aposte no remarketing

Uma estratégia ligada ao abandono do carrinho, em que são compostas por campanhas, através de e-mails e também pelas redes sociais, com a finalidade de chamar atenção em relação ao carrinho abandonado. Mas não é só isso, também são anúncios que aparecem mais vezes para pessoas que já compraram os seus produtos e ou para os que demonstraram interesse, em outras palavras, é o marketing para as mesmas pessoas. 

Você pode fazer algumas ações, como:

  • follow-up – que é o acompanhamento, observando se o cliente ficou satisfeito;
  • Enviar e-mail marketing personalizado;
  • Criar um sistema de recompensas;
  • Enviar um brinde junto com o produto, apostar em uma embalagem atrativa.
  1. Faça sempre descontos

Os descontos é outra forma de impactar suas vendas, porém, é preciso entender a rentabilidade, para criar descontos interessantes que não te prejudique, vamos a um exemplo:

Digamos que o seu produto é de doces e bolos e o preço de venda de um bolo seja de 20,00 reais. O próximo passo é pensar no custo que você teve produzindo este bolo, digamos que seja 18,00 com entrega inclusa.

A margem de lucro seria 20%, ou seja, o seu lucro por venda seria de 2,00. Caso você dê 10% de desconto, você venderia o bolo por 19,00 e teria um lucro de 1,00 real.

E o que isso significa?

Significa que para você ter os 20% de lucro, você teria que dobrar suas vendas.

  1. Produtos estratégicos à vista

É a mesma estratégia de uma loja física, em que os produtos mais interessantes são colocados na vitrine. No e-commerce não é diferente, olhe os produtos que possuem mais procura como estratégia de destaque na página inicial.

  1. Opções de frete

Revise os dados antes de separar para a entrega e caso seja possível, ofereça frete gratuito (se estiver dento do seu orçamento).

  1. Formulários

Não force as pessoas a preencherem formulários, principalmente no checkout, o mais indicado é enviar por e-mail um link para a pessoa preencher sem se sentir obrigada e solicite apenas dados essenciais na hora da compra.

  1. Crie um blog

Aqui voltamos para a questão da produção de conteúdo, na qual comentamos no tópico sobre o Instagram, e não tem jeito, independente do seu negócio, fale sobre ele, produza artigos relevantes, é através deles que o público frio chegará a sua loja.

  1. Não se esqueça do atendimento e pós-venda

Tópico extremamente importante, não adianta ter produtos exclusivos, originais, top de linha se você falhar no atendimento.

Responda rápido solucione as dúvidas e busque saber também a opinião dos seus clientes após a venda, para trabalhar com o remarketing e até melhorar o seu produto e serviço.

Após se atentar a estes itens para deixar a sua loja online mais atrativa através de estratégias de venda, a última dica é se atentar a segurança do site. Garanta que seu site seja mesmo seguro para o seu cliente.

Insira um link sobre a privacidade dos dados, políticas de troca e devolução, para que o cliente se sinta seguro.

Selos com Ebit, Reclame aqui e Site blindado também são importantes, além do certificado SSL (que exibe o cadeado na barra do navegador).

Aplicando estas dicas, seu e-commerce tem mais chances de se destacar e você vender mais.

Se você gostou destas dicas, saiba que em nosso blog existem outras sobre instagram, e-commerce, vendas, marketing digital, etc.  Boa leitura e até a próxima.

Siga nosso INSTAGRAM

Veja mais conteúdo

Solicite agora um orçamento do seu site focado em vendas

Obrigado pela sua mensagem. Em breve retornaremos o contato.
Erro. Favor verifique a sua conexão com a internet e envie novamente.

Outros serviços

material gráfico

Material Gráfico

serviços  marketing digital

Marketing Digital

serviços manutenção de sites

Manutenção de sites

serviços e-commerce

Sites E-Commerce

serviços google

SEO e Anúncios Google

Cases

Facebook

Onde nos encontrar

 Rua Gomes Jardim, 49, Sala 301, Centro,
Novo Hamburgo - RS

Nos acompanhe

WhatsApp

Solicite agora um orçamento que atende suas necessidades

Obrigado pela sua mensagem. Em breve retornaremos o contato.
Erro. Favor verifique a sua conexão com a internet e envie novamente.