9 Dicas para criar o seu E-Commerce do zero e aumentar as suas vendas

De maneira geral, o mundo pós pandemia vai seguir algumas tendências, que inclusive, já eram antes dela, mas que durante a quarentena, houve um aumento do uso e consequentemente, de faturamento. Estamos falando do e-commerce.

Segundo dados de uma pesquisa feita pela empresa Neotrust/Compre&Confie, o faturamento do e-commerce no Brasil, no segundo trimestre de 2020, aumentou em 104%.

Em 2019 foram 16 bilhões de reais, já em 2020, foram 33 bilhões. Os setores que mais houve vendas foram os de alimentos e bebidas e depois os itens domésticos. Com estes dados em mente, não tem como dar atenção para este setor que só tende a crescer.

Antes de mais nada, vamos entender o que é e-commerce e como ele funciona.

Para auxiliar sua leitura, segue abaixo uma lista com os links dos tópicos que serão abordados neste artigo:

O que é e-commerce?

É nada mais nada menos que uma loja virtual, e traduzindo a do inglês para o português, significa comércio eletrônico.

Como funciona?

Primeiramente, através de um site, blog e redes sociais, (como Instagram, Facebook, Twitter, etc.), o cliente acessa por meio de um dispositivo digital, como computador, celular, etc.

Em seguida, ele escolhe o produto ou o serviço que deseja, paga com cartão ou boleto (alguns aceitam depósito) e recebe o produto no conforto do seu lar.

Da mesma forma que o cliente escolhe um produto novo, ele pode comprar um produto usado também, através de sebos (livros), roupas e outros (Enjoei, Elo7, Mercado Livre etc.).

Resumindo, você compra algo pela internet e recebe em casa.

Como criar um e-commerce do zero e aumentar as vendas do seu negócio online?

Quando pensando em começar qualquer coisa do zero, surgem muitas questões, afinal, não temos ainda um caminho definido e visível, as etapas parecem abstratas e é neste artigo que vamos clarear a sua mente e te dar um norte.

Primeiramente, você precisa ter três coisas em mente:

1º Você precisa conhecer estratégias para poder implantar no seu e-commerce

2º Não existe fórmula mágica, o que dá certo para um, pode não dar para você

3º Você deve estudar bastante o mercado

E para o 2º item que você deve ter em mente, a principal dica é: conheça o seu público alvo.

Exemplo: durante um tempo, quando eu escrevia conteúdos diversos relacionados a comportamento, eu usava muito a palavra meditação, e fui percebendo que o público para qual eu escrevia, era mais religioso ocidental, então passei a usar oração, pois este público usava mais a palavra oração.

Mesmo que a ideia fosse a meditação para o autoconhecimento, afim de proporcionar também a concentração, as pessoas se identificavam mais com a palavra oração.

O que eu quero dizer com isso tudo?

Não adianta copiar e colar as estratégias sem analisar o público, claro, a fórmula é a mesma, você vai usar todas as estratégias do marketing digital, etc., porém, modificando conforme o que funciona para o seu negócio.

Então vamos às dicas? Separamos 9 para você criar o seu e-commerce do zero e aumentar as suas vendas:

  1. Definição do negócio e planejamento

9 Dicas para criar o seu E-Commerce do zero e aumentar as suas vendas
 

Você precisa ter em mente antes de tudo, para quem você vai vender o seu produto, além disso, outros dois pontos importante são: de quem você vai comprar (fornecedor) e o que você vai vender.

Digamos que você gosta de cozinhar, lembrando que dentro deste tema que é comida, você pode nichar, ou seja, especificar ainda mais para um determinado tipo de público.

Exemplo: comidas fit, vegetarianas, veganas, para intolerantes, para crianças, só doces, só salgados, etc.

Ótimo! Agora pense na questão dos fornecedores, vamos supor que você tenha escolhido comidas veganas, temos que concordar que uma das melhores opções quando se trata da compra da matéria prima, são os pequenos produtores, que oferecem frutas, verduras e legumes orgânicos, pois o público tem este perfil.

Quando você determina estes três pontos, você já está traçando um caminho, sem parecer um cego em tiroteio, ótimo!  Agora vamos pôr as mãos na massa.

  1. Estruturação

Esse é o momento em que você vai organizar a estrutura do seu negócio, separamos dois pilares importantes:

9 Dicas para criar o seu E-Commerce do zero e aumentar as suas vendas
 
  1. O primeiro é pensando na audiência: aqui você vai criar um perfil nas redes sociais e trabalhar com a produção de conteúdo relevante.
  2. O segundo é a venda: aqui você vai escolher uma plataforma para você inserir o seu comércio eletrônico, pensando em layout, banner, comunicação, etc. Se você não tem muito conhecimento e recursos para isso, busque vender os seus produtos em plataformas como o Mercado Livre, Elo7, Enjoei, além de criar um perfil no Instagram, claro. 
  • Algumas dicas de plataformas para você gerenciar o seu e-commerce: Nuvemshop, WooCommerce (pertence ao WordPress) e Magneto. Você também pode utilizar o Eduzz ou Hotmart (caso você tenha cursos online).
  1. Hora de organizar o site

Agora é hora de pensar na parte visual da página, como:

  • Definição do tema;
  • Logo;
  • Página sobre a loja;
  • Página de contato;
  • Destaque sobre as formas de pagamento;
  • Separar os produtos por categorias: a ideia é que os clientes achem com facilidade e de forma rápida o que estão procurando, além de dar uma ajudinha para aqueles que não sabem a marca que querem por exemplo, mas sabem o produto que querem;
  • Cores;
  • Botões;
  • Descrição dos produtos: materiais usados para a confecção dos produtos, dimensão, textura, cores, peso, tamanhos e garantias;
  • Qualidade das imagens: as imagens devem abrir rapidamente, ou seja, ser otimizadas. Pois as que demoram para carregar, causam desistências entre os consumidores. Outra dica é colocar fotos de pessoas, usando o produto e de ângulos diferentes;
  • SEO.

O design deve ser responsivo, isso significa que ele deve se adaptar ao tamanho e formato dos diversos tipos de telas.

Outra dica é criar o seu site pensando que 85% dos brasileiros compram pelo celular, a ideia é deixar a versão para smartphones mais limpa, observando se os botões têm um tamanho bom para os usuários clicarem também.

  1. Ferramentas de gestão

As ferramentas de gestão é uma grande mão na roda, pois te ajuda na definição de estratégia e no processo de criação de campanhas, ou seja, elas otimizam a produtividade, ajudando a melhorar os resultados do seu negócio.

CRM é a sigla para Customer Relationship Management, que é a gestão de relacionamento com o cliente, e os melhores sistemas são:

  • RD station: landing page, e-mail marketing, automação marketing;
  • ZohoCRM: gratuito para até 3 usuários;
  • HubSpot CRM: gratuito também;
  • Mailchimp: e-mail marketing;
  • Google Search console:  SEO;
  • Google Analytics: analyses;
  • Answer: palavras-chave;
  • Lahar: gerenciamento de venda online;
  1. Marketing digital

Você não precisa ser um expert em marketing digital, inicialmente, é aconselhável que estude um pouco sobre o assunto, quando o seu negócio for crescendo, pode ser terceirizar essa parte.

Dicas de conteúdos para você estudar:

  • E-mail marketing;
  • Landing pages;
  • Copy;
  • SEO;
  • Funil de vendas;
  • Leads;
  • Persona.
  1. Carrinho de compras fácil

Praticidade é a palavra para qualquer coisa e não vai ser diferente aqui, pense em uma situação presencial, em que você está no caixa, a fila é grande, só tem uma pessoa atendendo.

Então acontece algum problema quando você chega no caixa, você tem que esperar um pouco mais, e como se não bastasse, ainda tem formulários e outras burocracias. É desanimador, não é?

Quantas vezes você já desistiu de uma compra porque na hora de pagar foi enrolado e burocrático?

É a mesma coisa no carrinho virtual, então a estratégia, é que você simplifique, dê várias opções de pagamento e não coloque formulários nesta etapa final que é a compra.

  1. Atendimento

Assim como todo o planejamento, estrutura e ferramentas, a parte do atendimento é outra estratégia importante, pois não adianta nada estar tudo organizado, detalhado, se você falha no atendimento.

É importante criar um canal de comunicação fácil com o cliente, com resposta e resolução rápidas. E lembre-se, as pessoas comentam, quantas vezes eu já desisti de um serviço ou produto por conta da falha no atendimento e suporte.

  1. Logística

Fique atento de como você vai organizar os envios, pode parecer simples, mas não é, podem acontecer alguns empecilhos, como por exemplo: o cliente passar o endereço errado, cobrança de frete padrão menor do que realmente você deveria cobrar, desorganização na hora de passar o rastreamento (para grandes quantidades, como vendas no Black Friday por exemplo), etc. Você precisa criar um sistema que te ajude a agilizar as entregas.

Outra questão de logística é o controle da gestão de estoque, em que a indicação é: fazer inventários para saber quais os produtos com mais procura e os que tem pouca procura.

Exemplo: Vamos supor que você vende 15 tipos de bolo, e não se atenta as questões mostradas acima.

Entre estes bolos, o de morango vende pouco e o de limão vende mais. Porém, você gosta do bolo de morango, pois é mais fácil encontrar morangos, preparar e acaba produzindo mais, o que acontece? Seu estoque vai ficar parado e os bolos vão estragar.

Você também pode vender produtos não perecíveis, como camisetas, porém, qual a utilidade de um estoque parado?

Existem outros fatores que você deve se atentar quando se trata de logística, vamos aos itens indispensáveis?

  • Indicadores de desempenho: KPI, Order Fill Rate (OFR), Order Cycle Time (OCT) e On Time in Full (OTIF), etc.

Métricas levando em consideração: planejado x realizado, controle de estoque, tempo de pátio, custo logístico etc.

  • Embalagem
  • Picking (separação e preparação dos pedidos) e fulfillment (desde o momento do pedido até a entrega)
  • Planejamento de vendas e operações (S&OP)
  1. Segurança

Por fim, certifique-se de que o seu site passa segurança para o cliente, garantido sigilo em relação aos dados pessoais e o uso de certificados de segurança que criptografa os dados. Faça com que seu cliente se sinta seguro quando for realizar a compra.

Como resultado da aplicação de todas estas dicas, você vai ter um e-commerce bem mais estruturado e planejado, pronto para ter sucesso nas suas vendas, mas vale ressaltar uma das primeiras coisas que falamos neste artigo, que foi a questão do público-alvo.

A dica é fazer testes (cores, headlines, layout, abordagem, posição dos produtos, teste A/B, etc), usar os conteúdos como posts e artigos para fazer pesquisas a fim de conhecer melhor o seu público e ir alinhando a oferta com a demanda.

Gostou do nosso artigo? Deixa aqui nos comentários se você possui alguma dúvida na qual não abordamos aqui.

Siga nosso INSTAGRAM

Veja mais conteúdo

Solicite agora um orçamento do seu site focado em vendas

Obrigado pela sua mensagem. Em breve retornaremos o contato.
Erro. Favor verifique a sua conexão com a internet e envie novamente.

Outros serviços

material gráfico

Material Gráfico

serviços  marketing digital

Marketing Digital

serviços manutenção de sites

Manutenção de sites

serviços e-commerce

Sites E-Commerce

serviços google

SEO e Anúncios Google

Cases

Facebook

Onde nos encontrar

 Rua Gomes Jardim, 49, Sala 301, Centro,
Novo Hamburgo - RS

Nos acompanhe

WhatsApp

Solicite agora um orçamento que atende suas necessidades

Obrigado pela sua mensagem. Em breve retornaremos o contato.
Erro. Favor verifique a sua conexão com a internet e envie novamente.